Siga-nos em:

facebook.png
twitter.png
ECP LOGO 2 colour.png
naturalGis.png
Digiterra.png

Parcerias

Untitled-8.png
ACR.png
poligono.png

Mecenas

Patrocínios

Apoios

Sep.png
Pedro.png
Trimble.png
exercito.png
Lantastic.png
camara.png
marco.png

Proteção de Dados

Proteção de Cookies

Termos e Condições

Política de Privacidade

© 2019 by SHN - Sociedade de História Natural

Todos os direitos reservados

Preparação de Fósseis

A preparação é o processo pelo qual os paleontólogos ou os preparadores/curadores de fósseis removem o sedimento ou rocha (a matriz) que os envolve, expondo assim os seus detalhes anatómicos. Este é um trabalho de grande importância e deve ser executado por quem domine as várias técnicas e métodos, pois de uma correcta preparação de um espécime depende o elevado grau de informação que dele se pode extrair. Apesar de "transformados em pedra", muitos fósseis, como os vertebrados do Jurássico superior de Portugal, apresentam vários pormenores anatómicos excepcionalmente bem preservados que são em muitos casos delicadas estruturas que requerem paciência, competência, habilidade e um vasto conhecimento de preparação de forma a remover a matriz sem as danificar. Para tal, são usados vários métodos, consoante a natureza da matriz e do processo de fossilização. No Laboratório de Paleontologia e Paleoecologia da SHN, seguimos alguns directórios internacionais para a conservação e preservação de colecções de história natural. O preparador actua tanto no campo como no laboratório, trabalhando directamente com o responsável do projecto. Durante os trabalhos de prospecção, o preparador deverá auxiliar na documentação de todo o trabalho de recolecção e amostragem; observa e regista o tipo de litologias e fossilizações presentes, de forma a pré-avaliar os métodos de escavação, métodos de consolidação e estabilização, acondicionamento e transporte necessário.No decorrer da escavação paleontológica, compete ao preparador auxiliar a equipa de investigação/responsáveis pelo projecto, adoptar os melhores métodos, técnicas e materiais a aplicar nas várias etapas de escavação, registar e recolher todas as informações sobre os procedimentos levados a cabo.

 

No laboratório, compete-lhe:

 

  • aplicar os métodos de preparação adequada a um determinado espécime, a sua estabilização,aplicação de adesivos e consolidantes;

  • documentar exaustivamente todas as técnicas e materiais aplicados;

  • proceder tendo em consideração o aumento da utilidade do objecto;

  • proceder tendo em consideração que todas opções que toma devem visar o uso futuro do objecto;

  • ter conhecimentos interdisciplinares, desde a área de preparação, da química, ao conhecimento do  comportamento dos diversos materiais e até de  museologia;

  • o acondicionamento correcto dos espécimes;

  • inventariação e documentação dos espécimes;

  • monitorização e aplicação de medidas de mitigação sobre os espécimes integrantes da colecção, de  forma a travar eventuais processos ou agentes de degradação;

  • proceder à execução do relatório de preparação de um determinado espécime.

Como em todos os Laboratórios, as regras de segurança são de extrema segurança, exigida pelo uso  de ácidos e prolongados períodos de preparação mecânica, o que poderá provocar várias patologias.